Veja o processo utilizado para transformação de água em gelo. Este processo é realizado por meio de uma bactéria chamada Pseudomonas syringae, que ao entrar em contato com a água à transformar em gelo instantaneamente.
video

 Maggie Koerth-Baker, que encontrou o vídeo para o Boing Boing, explicou de onde o superpoder de resfriamento da P. syringae vem:
P. syringae pega a sua habilidade das proteínas que cobrem sua membrana superficial. A proteína basicamente forma uma estrutura física na qual as moléculas de água se agarram. Essa estrutura também orienta as moléculas de forma que solicita a formação de cristais de gelo. São essas proteínas que servem como instigador de nucleação de gelo e são incrivelmente eficientes nisso – muito mais do que a poeira…
Máquinas de neve comerciais usam as proteínas (mas não as bactérias) para ajudar a instigar a criação de neve em montanhas de esqui.